MARCELINO LUÍS PEREIRA - CÓD. LINGUÍST. HIEROG. LUSIBÉRICO

Produto n.º: CCORUJA4
Preço normal: 10,20 €
Preço (sem IVA): 8,66 €
Preço (com IVA): 9,18 €
Desconto: 1,02 € (10%)
Disponibilidade: Em stock
  • Fabricante: Projecto Apeiron-Apeiron edições
  • Fabricante - Catálogo n.º: 37/13
  • Peso: 100g

 

disponível em eBook:  5,20€ 

enviar mail para apeiron.edicoes@gmail.com

 

 

AUTOR:    Marcelino Luís-Pereira

BIOGRAFIA:  Nasci com a missão de ensinar a língua- desde muito cedo que pensei na sua origem. Comecei como professor. Estive em Lisboa no colégio dos Combonianos alguns meses e dali desloquei-me para Tondela… Depois para Coimbra onde estive 40 anos como professor e bibliotecário arquivista, na Biblioteca da Universidade de Coimbra…

Como professor ensinei desde português ao latim e grego, até à filosofia, paleografia e biblioteconomia. Paralelamente à faculdade, o arquivo da Universidade de Coimbra foi a minha segunda casa durante décadas.

De todo este contacto com as línguas e seus ensinamentos nasceu o meu Código Linguístico Lusibérico.

Tive uma visão de origem de todas as línguas, pois encontrei afinidades muito grandes entre elas.

A leitura paleográfica de tantos documentos que passaram pela minha mão trouxe-me certeza de ter encontrado a origem das línguas greco-latinas, as principais da Europa. Deu-me a razão da descoberta da palavra.

 

EAN: 9789898447432  *  72 pág

CARACTERÍSTICAS:  140 X 195  |  Dez. 2013  | encadernação capa mole c/ badana

SINOPSE:  “O Código Linguístico Hieroglífico Lusibérico demonstra que a Língua Portuguesa Ibérica (Galaico Duriense) foi a primeira Língua do Mundo de onde derivaram dialeticamente todas as outras Línguas que localmente se diferenciaram.

Vestígios arqueológicos comprovam a veracidade do código. Os hieróglifos de Foz Côa são registos dos Povos Ibéricos descidos com os seus rebanhos no Neolítico, ou mesmo Paleolítico a caminho da nossa Dória, para dali, do Douro, sobretudo a partir da Régua e cale no Porto, seguirem para a Dória Grega.

A palavra ‘soprada’ ao primeiro Homem/Mulher está aqui impressa neste Código Linguístico Lusibérico. A revelação deste código abre portas até aqui esquecidas por NÓS…

A exactidão da origem da Língua reporta-nos a tempos longínquos, onde a mão do Divino nos guia e leva para o futuro prometido…”