W. SCOTT-ELLIOT --- ATLÂNTIDA E LEMÚRIA

Produto n.º: ExAp2
Preço normal: 13,90 €
Preço (sem IVA): 11,80 €
Preço (com IVA): 12,51 €
Desconto: 1,39 € (10%)
Disponibilidade: Em stock
  • Fabricante: Projecto Apeiron-Apeiron edições
  • Fabricante - Catálogo n.º: 54/16
  • Peso: 225gr

 

disponível em eBook:  7,00€ 

 

AUTOR:  W. Scott-Elliot

BIOGRAFIA:  W. Scott-Elliot (1849-1919) foi um eminente teósofo e um dos primeiros membros da escola londrina da Sociedade Teosófica. Não obstante ser banqueiro de profissão, a sua verdadeira vocação foi o estudo da antropologia e a investigação arqueológica, a ponto de reunir uma importante colecção de antiguidades das mais diversas culturas e civilizações. Influenciado pelas obras de Helena P. Blavatsky, dedicou longos anos da sua vida ao estudo e investigação dos continentes perdidos, em especial da Atlântida, tema sobre o qual publicou várias obras, destacando-se “A Atlântida e a Lemúria”, obra pioneira e fonte documental e de inspiração de centenas de obras sobre esta temática.

EAN: 9789898447678  *  144 págs.

CARACTERÍSTICAS:  153 X 230  | Set. 2016 | encadernação capa mole c/ badana

SINOPSE: 

A Atlântida e a Lemúria foram continentes de grandes dimensões situados no Atlântico e no Pacífico, respectivamente. Pouco se sabe das suas gentes, dos seus costumes, religião, organização social ou política, mas procurando nos anais da história encontramos referências da sua existência; no caso da Atlântida, sendo mais recente, há registos históricos que falam sobre o seu destino.

Das várias expedições científicas operadas ao longo de anos em busca da Atlântida, verificou-se a existência de uma cordilheira cujas partes mais altas estão apenas a 200m de profundidade. Esta cordilheira está coberta de detritos vulcânicos e os mesmos vestígios foram encontrados de um lado ao outro do oceano até às costas americanas. Os Açores são um dos picos mais altos da Atlântida que ainda continuam acima das águas.

W. Scott-Elliot com esta obra convida o leitor a viajar num passado muito remoto com base nos registos históricos e nos mais antigos anais que registam a evolução da humanidade ao longo de milhões de anos.